quarta-feira, 8 de abril de 2015

PRESIDENCIAIS


SAMPAIO DA NÓVOA E O PS

 

Face ao que se perfila pelo lado da direita, a esquerda entendida em sentido lato, de modo a nela englobar o PS, só pode ganhar as presidenciais se apresentar um candidato susceptível de recolher o voto à esquerda do PS e simultaneamente for capaz de fazer o pleno do PS. Para isso terá de ser alguém oriundo do PS que a outra esquerda aprove sem reticências. Não é fácil. E mais difícil se torna quando o PS tem um secretário-geral sem capacidade política para tomar a iniciativa que anda manifestamente a reboque dos acontecimentos.

Nóvoa, tanto quanto se percebe, aparece à revelia de Costa, com o apoio de Soares, sendo todavia um candidato a que o hesitante e inconclusivo António Costa não desdenharia dar o seu apoio pela comodidade que tal candidatura lhe traria no plano da condução interna da política partidária – dispensava-o de ter de escolher entre vários potenciais aspirantes (quase todos fracos).

Todavia, já se percebeu, pelas reacções que vieram a público de gente com peso no aparelho que desta vez a habitual manha de Costa não terá êxito. Uns porque contavam ser escolhidos, outros porque não querem gente de fora, outros ainda porque reconhecem que Nóvoa não é um candidato aglutinador, ou seja, uns por umas razões, outros por outras trazem à evidência um PS relativamente esfrangalhado para a batalha das presidenciais que se aproxima.

A partir daqui não será difícil antever nova derrota nas presidenciais com consequências devastadoras no plano político-constitucional. O PS não aprendeu nada com Cavaco. Ou talvez pior: o PS não considera grave a permanência de Cavaco em Belém por 10 anos. Para o PS importante é ganhar as legislativas. Simplesmente, ganhar…já que de política lhe parece bastar a receita de Passos e Portas com alguns arredondamentos. Os possíveis.

11 comentários:

Rogerio G. V. Pereira disse...

Bingo
meu amigo

Abraham Studebaker disse...

Os grandes êxitos da política do centro-direita na Europa e no Mundo,com toda a Paz e Bem-Estar proporcionada,são a medida da exactidão das teorias científicas em que tal política se ancora. E a certeza que não há alternativa! Agora a sério: Então ninguém conhece um português de esquerda,sério,com experiência de uma vida inteira,capaz de ser um Presidente digno? Sabemos de quem falo,não sou propagandista de feira. Consolação final:Elejam quem calhar,verifica-se o axioma Tiririca:pior não fica!

Anónimo disse...

Não sejamos tão pessimistas. Sampaio da Nóvoa dará um bom (eu diria mesmo excelente) candidato presidencial. Possui todos os requesitos para tal. O PS apoiará, mais tarde ou mais cedo, esta candidatura. Não lhe restará outra alternativa. Guterres seria um fraco candidato, Vitorino pior, bem como Gama. E Sampaio Nóvoa faz bem em "adiantar-se" já, para melhor se dar a conhecer e para não ser um candidato "resultante do que se vier a passar nas Legislativas" (o que é sempre má política), as quais, não irão dar uma maioria absoluta ao PS - e ainda bem. Este PS/Costa não a merece. Agora, se o PS avançar com um candidato seu, este e Nóvoa acabarão por se anular, o que prejudicará bastante o PS. E a Esquerda. Não fará pois sentido nenhum, caso Sampaio Nóvoa avance mesmo até ao final deste mês, como dizem, que, nesse caso, o PS e Costa se decidam, depois do resultado eleitoral de Outubro, apresentar o "seu" candidato. Estaria votado a uma derrota, podendo arrastar com ele Sampaio da Nóvoa. E, deste modo, até o Prof. Pardal poderia ganhar as Presidenciais. A Direita não tem ninguém capaz de as ganhar. Não dou um chavo pela aposta em Marcelo Rebelo de Sousa ou outro nome qualquer já ouvido. Mas, se o PS se decidir dividir, caso Nóvoa avance, então a Direita ganha. O PS, quando muito, tem até ao final de Abril, de decidir apresentar um candidato. Depois será tarde, visto entretanto Sampaio da Nóvoa já ter anunciado a sua. E, deste modo, ou Costa avança até aí um nome, ou terá de aceitar Nóvoa. Acredito que Sampaio da Nóvoa, se o candidato do PS for forte e credível, acabaria por recuar, para não dividir. É um homem sério, para além de brilhante e de Esquerda.
Fica a sugestão: ou o PS vai buscar FSC, ou então aceita e dá todo o apoio a Sampaio da Nóvoa.
a) Leitor atento

O Puma disse...

Costa não vai Seguro

Anónimo disse...

Ao contrário do que para aí se diz as eleições mais importantes são as presidenciais. Quem as ganhar controla o ciclo político. Se o ps ganhar em setembro/outubro mas perder as presidenciais pode estar descansado que não dura muito no poder. Quando a coisa estiver a correr mal o tapete foge.

Aos apoiantes de Gama: um peixe de águas profundas, uma garoupa e com o carisma duma garoupa. vai encher as praças.

Albino M. disse...

Eu ando entusiasmado com a prestação do PS (do Costa, mas também do líder parlamentar, não me obriguem a escolher).
Entusiasmados, todos nós. Mal dormimos, de excitados.
Felizes, contentes, satisfeitos, que mais pode pedir-se?

Anónimo disse...

Talvez, não sigo, mas com o que lá estava era morte certa. Quando não se tem como ambição mais nada do que ser o nr. 2 de passos mais vale dar a maioria absoluta a este. Não deixa de ser engraçado ver quem são os apoiantes de gama e Amado, diga-se. Tudo pessoal ligada a seguro. Grande sonho? O bloco central. Com alternativas destas mais vale ir à pesca.

João disse...

Eu gostava de fazer uma pergunta, as se calhar impertinente: então e se, quando as lutas internas não têm mais substância do que as de corridas de galos em direcção ao poder, em vez de as discutirmos, as denunciássemos, arrancando uma a uma as máscaras dos farsantes (que é como quem diz, as penas dos galarós)?

Rogerio G. V. Pereira disse...

Fiz link, como não podia deixar de ser...

Anónimo disse...

Era interessante que Sampaio da Nóvoa para se distinguir e descomprometer do Ps e por invés comprometer-se com o povo explicasse melhor como pensa desenvolver e pôr em prática a «luta intransigente pelo estado social»(sic) ou seja se é contra aquilo que o ataca - o tratado orçamental, a não reestruturação da dívida e por consequência a UE. Não lhe basta dizer que é europeu isso somos todos nós.

Uouo Uo disse...

thank you

سعودي اوتو