quarta-feira, 8 de novembro de 2017

O ESPANHOLISMO


Imagem relacionada

O ESPANHOLISMO E OS NOSSOS 

Diz Pacheco Pereira que o espanholismo mata. Mata muito. E o catalanismo não. O que não o leva a apoiar os dirigentes catalães que desencadearam este conflito com Espanha, principalmente por não acreditar neles, mas a denunciar e a combater a arrogância e a prepotência espanholas, bem presentes nas respostas que têm dado aos independentistas.

Por outras palavras, o seu combate é contra o espanholismo. O que compreendo. Faço exactamente o mesmo.

O que não compreendo, nem esperava era encontrar em Portugal esta legião de defensores do espanholismo. Mesmo com os exemplos que estão à vista de todos - e outros mais escondidos , mas que podem ser mostrados –, nem assim as posições se alteram. Os ataques, a ridicularização, o desprezo, a animosidade recaem integralmente sobre os catalães independentistas. Sobre os de Madrid, nem uma crítica, nem uma censura, nada, apesar de eles serem, nos tempos modernos, fiéis intérpretes do espanholismo. Aplicam a lei, dizem…

Fernão Lopes, meu querido Fernão Lopes, temo que a nossa arraia miúda ou uma grande parte dela já não se assemelhe em nada àquela que tu magistralmente descreveste há quase sete séculos. É isso, sete séculos é muito tempo….

Sem comentários: