terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

A SITUAÇÃO NA LÍBIA


E AGORA O QUE DIZEM A EUROPA E OS ESTADOS UNIDOS?

Sabe-se pouco do que se passa na Líbia. E se se tivesse que levar a sério as recentes previsões do Embaixador de Portugal, em Tripoli, então é que não se saberia mesmo nada. Informações diplomáticas à parte, sabe-se porém o suficiente para fazer uma ideia do que se passa. Dominada por um regime despótico, a Líbia está desde há mais de quarenta anos sujeita ao poder de Kadhafi, conhecido terrorista, chefe de um clã de cleptocratas que, tal como os seus apoiantes ocidentais, supôs que poderia eternamente dominar o seu povo sem lhe prestar contas.
O vento de revolta que varre o Mediterrâneo chegou também à Líbia. O povo que luta contra Kadafi sofre, como em nenhuma outra parte, as consequências de quem não se inibe de usar contra o seu próprio povo a mais brutal violência, quer metralhando-o com raids aéreos, quer usando a artilharia pesada para o expulsar da rua!
A Líbia de Kadhafi, porventura mais do que Mubarack, é a vergonha do Ocidente! Tudo lhe foi perdoado em troca de gás, petróleo e contenção da emigração magrebina e africana. Da emigração que Kadafi expulsa para o deserto, deixando-a entregue à sua sorte.
A presença do filho mais velho de Kadhafi na televisão, um conhecido delinquente, é, mais do que uma vergonha, um insulto à dignidade humana!
Mas atenção: as “democracias” plutocráticas do Ocidente também estão correndo na direcção do abismo. Não adianta fazer grandes análises, mais vale atender aos sinais e esperar pelos factos. E há muitos sinais que a revolta do Mediterrâneo vai necessariamente potenciar.

2 comentários:

aires disse...

é de facto aterradora a situação nas libias do mundo...
abraço

antonius disse...

É preocupante a situação na Líbia mas os ventos de mudança irão continuar como espero...