sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

O "ESPÍRITO" DA SLN RONDA CAVACO



AS COINCIDÊNCIAS SUCEDEM-SE

Aquela de Cavaco Silva ter dito que era preciso nascer duas vezes para ser mais sério do que ele pressupõe, entre muitas outras coisas, uma excelente memória…ou então o poder suficiente para que impedir que alguém tenha o atrevimento de lhe solicitar publicamente o exercício daquela predestinada faculdade.
Acontece que Cavaco não tem uma coisa nem outra. E se lhe falta a primeira por dano irreparável da natureza, também não vai conseguir a segunda por muito que os “ventos da história” estejam ávidos de soprar nesse sentido.
Cavaco não se recorda de factos que agora são importantes para aqueles seus compatriotas que neste momento estão fazendo um grande esforço para não ter que nascer pela segunda vez.
Um “abastado investidor” que tenha comprado meia dúzia de acções nos “leilões” das privatizações e outros tantos títulos obrigacionistas é capaz de se recordar de quanto lhe custaram umas e outros, a quem e onde os comprou.
Cavaco, um “mísero professor”, tão cheio de qualidades e de requisitos para o exercício do cargo de PR, não se recorda de nada que diga respeito às acções da SLN adquiridas em 2001. Entregou-se completamente nas mãos do BPN. E se assim fez para a compra outro tanto seria de esperar para a venda!
Também não é capaz de explicar como é que um funcionário do Banco de Portugal pode exercer a docência a tempo inteiro na Universidade. Primeiro, ou a partir de certa altura, na Nova; depois na Nova e na Católica.
E também a este respeito o que não sobram são dúvidas que a memória não dissipa. Em primeiro lugar, como se podem exercer dois empregos a tempo inteiro, desde que um seja público? Em segundo, que fundamento tem a notícia veiculada à época de que a partir de determinada altura passou a exercer funções na Católica, mantendo na Nova apenas o ordenado? E o que teria acontecido ao processo disciplinar remetido pelo reitor Alfredo de Sousa ao Ministro da Educação (Deus Pinheiro)?
Factos que a memória de Cavaco Silva, se fosse boa, certamente ajudaria a esclarecer.
Mas é seguramente pedir-lhe muito. Como se pode pedir tal coisa a uma pessoa que, segundo a Visão, se não recorda da escritura de compra (ou permuta) do terreno que na década de 90 adquiriu na Coelha?
O esquecimento é o mundo das trevas. Aqueles que afadigadamente buscam luzes nas respostas de Cavaco para ficarem a saber se vão ter que nascer pela segunda vez podem ficar descansados: Cavaco nada esclarecerá ou não fosse ele um anti-iluminista!

8 comentários:

aires disse...

Trata-se de uma misera personagem, que tendo ido à pide se não esqueceu contudo, de referenciar a sogra madrasta...

é assim este abominavel natural de boliqueime!!!

ariel disse...

É natural que o homem não se recorde, coitado, isso são tudo coisas já do Arco da Coelha..., anos noventa, muito tempo, era preciso nascer duas vezes para se recordar....

Anónimo disse...

Em verdade, em verdade vos digo:
Elas não matam, mas moem...

A.M.

Anónimo disse...

Meus amigos, isto está tudo ligado!

Vejam isto:

http://www.youtube.com/watch?v=K3T3g_e4RN0&feature=player_embedded

E como resposta têm isto:


http://www.youtube.com/watch?v=gtYyYOyiXWk&feature=player_embedded

Jofer

Anónimo disse...

E quando "realizamos" em que mãos estamos entregues!! Até arrepia!!
P.Rufino

Raimundo Narciso disse...

Fui ver os vídeos que Jofer, aí em cima, nos oferece. Então junto este, também muito revelador: http://puxapalavra.blogspot.com/2011/01/e-este-o-site-de-que-cavaco-sempre-fala.html

Ana Paula Fitas disse...

Caro amigo JM Correia-Pinto,
Faço link... e agradeço :)
Um grande abraço.

Carta a Garcia disse...

Caro JMCorreia Pinto,

Mais um link para "A Carta a Garcia", sempre excelente, o post...
Abraço,
OC