terça-feira, 30 de novembro de 2010

DUAS NOTAS SOBRE WIKILEAKS



AS SEMELHANÇAS E AS DIFERENÇAS

Primeira Nota - De todas as filtrações da diplomacia americana hoje publicadas pelos jornais de todo o mundo, e antes de mais no site de Wikileaks, a que mais me impressionou foi referente a Cristina kirchner. Os impérios em decadência tendem a considerar anormais aqueles que não concordam com eles.
Segunda Nota – Os Estados, quase todos os Estados, têm uma vigorosa agenda ilegal, às vezes mesmo criminosa. Sobre o dinheiro gasto com esta agenda os guardiões da ortodoxia neoliberal não dizem uma palavra. Do FMI ao Banco Mundial, passando pela OCDE e pela União Europeia, ninguém, mesmo ninguém, pede o “emagrecimento” do Estado neste tipo de acções. Eles só são contra o Estado que presta serviços. Contra o Estado que apoia o cidadão!

7 comentários:

Caarlos Duarte disse...

Existe em todos os paises um significativo número de cidadáos
da classe burguesa que,tendo espirito ambicioso mas reconhecendo sua incapacidade para produzir riqueza directamente para si porem sempre indirectamente para a sociedade onde se integra, só enceoentra uma saida para suas ambições colocando-se no Estado.
Daqui que a maioria dos funcionários de Estado chamarem-se socialistas.
Daí oporem-se tenazmente à deminuição do Estado Patrão,lutando pela manutenção na posse do Estado as Empresas grandes e produtivas.porque isto é importante para a sua necessidade de manter um Patrão económicamente forte e como tal garantor de seu emprego.Isto é. a sua incapacidade de criar fá-lo socialista colocando-o na fileira dos anti Estado Mínimo. Um Estado Gordo é por primcipio um Estado gastador para poder manter os seus fiéis e
daí o mau estado a que chegámos em PORTUGAL com os falsos socialismos vigentes.

Anónimo disse...

Só mesmo vivendo noutro planeta se pode dizer que no Estado mais neoliberal do mundo a despesa cresceu e originou um défice de 40% do PIB...por o "Estado ser gordo".
Quem é gordo, pançudo mesmo, é o capital privado financeiro e especulativo, único responsável por tudo o que se está a passar.
Só mesmo quem enxerga a realidade pelas lunetas ideológicas do neoliberalismo não vê o que se está a passar!

Anónimo disse...

Tem sua piada ouvir saudosistas de regimes que com a execepção de Cuba e da Coreia do Norte, passaram à história.
A R+ussia ,berço do comunismo,que regime vive hoje?
Na China, com um regime e dois sistemas qual dos sistemas gera riqueza e qual deles gera fome e pobreza?

Anónimo disse...

Boa resposta ao socialista dantão

Anónimo disse...

Que conversa mais tonta. Os frequentadores deste blog não estão habituados a esse tipo de conversa.

Luis de Raziel disse...

ssange teve a coragem de desmascara os jogos sujos da hipocrisia mundial. Somos governados por autênticos tiranos disfarçados de pombas brancas. Mas todos eles são fingidores e apenas visam enganar os seus povos enganarem-se uns aos outros - A era do pós homem, haverá de surgir; este é apenas um dos capítulos que lhe antecedem. Parabéns, meu bravo;continua a desmascarar as jogadas dessa cambada.

Carlos Pinto disse...

Meritocracismo é o termo que deve substituir a a arma de arremesso anyiga e por isso desadecuada,que é o termo beoliberalismo.
Quando o trabalhador tomar a consciência que a aquisição de seu posto de trabalho se deveu a seu mérito e não a seu preço ou"cunha"
Sr anónimo isto não são conversas de chacha como tende a dizer.
Adequar o vocabulário socio politico aos novos tempos é contribuir para desenvolver mentalidades cristalizadas.